segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Resumão #SPFWTRANS42 - dias 05 e 06

Hoje vou mostrar os últimas dias de desfiles da temporada N42 do SPFW.

Glória Coelho iniciou o quinto dia de desfiles apresentando uma coleção pré outono/inverno  inspirada na Escócia. 
Tartan, malhas metalizadas que lembravam armaduras medievais e gola alta reinaram entre os looks com uma cartela de cores preta e marrom. Vale conferir o desfile completo, pois está maravilhoso!



A Vix apresentou seu alto verão 2017, em formato press preview, no penúltimo dia do SPFWN42.



A Just Kids apresentou uma coleção simples, pequena (ao todo, 10 looks foram desfilados) e muito relevante. 
O primeiro look, um moletom preto, tinha a seguinte frase escrita “we are not here to sell clothes”, ou seja, eles não querem apenas vender roupas e sim mostrar conceitos e fazer um desfile pelo verdadeiro amor a moda. A inspiração flertou entre o streetwear, o místico e o gótico.



Samuel Cirnansck voltou as origens, na época em que vendia camisetas nos mercados de rua e feirinhas, para apresentar a sua nova coleção. 
A SCK é a versão mais pop e menos festa do estilista. Quem esperava ver vestidos de festa lindos e cheios de detalhes e babados levou um choque, mas saiu do desfile querendo usar todas as peças. 
O seu DNA apareceu as poucos ao longo do desfile, em saídas de praia bordadas e cheias de detalhes, além de vestidos elegantes e com frescor.



A estilista Helô Rocha apresentou a sua coleção afirmando que era “Axé em forma de roupa”. 
Peças cheias de recortes, patchworks e super fluídas deram vida a estampas liberty e rendas.



Renato Ratier apresentou uma coleção com clima de balada, o que já era de esperar, visto que ele é dono da casa noturna D-Edge.
A marca Ratier apresentou uma coleção bem comercial, com muito preto, metalizado,  oversize e esportivo.



Inspirada no universo das cores, a Memo trouxe uma moda fitness cheia de informação de moda. As roupas podem facilmente ir da academia para a rua. 
A marca se aproveitou deste momento, onde o esportivo ganha força e segue como uma das tendências mais fortes.



A Cotton Project quase ficou de fora desta edição, mas decidiu mostrar o seu projeto de merchandising de bandas, que une música e cultura jovem.  As parcerias aconteceram com a banda Aymoréco, do ator Chay Suede e Diogo Strausz, e com o duo de DJs Milos Kaiser e Augusto Trepanado, da Selvagem.
A cartela de cores veio com rosa, branco, ocre, coral e marinho. Adorei as
jaquetas e camisetas, como a Cotton, uma marca que nasceu e cresceu na internet, bem sabe fazer.



João Pimenta apresentou uma coleção que nasceu para ser "agênera", com pitadas de streetwear e esportivo. Muito oversize e babados marcaram os looks, com paletas de cores que iam do azul a rosa, mostrando uma coleção bem solar, com influencia no balanço do mar e nos marinheiros.



A Coca Cola Jeans fechou essa temporada do SPFW, mostrando praticamente todas as tendências em um único desfile. Peças oversized, look total Black com tênis branco, sobreposições, jaquetas bomber e casacos longos. A marca conseguiu agradar o público alvo e manteve forte a sua personalidade pop. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares