quinta-feira, 13 de março de 2014

Texto solto sobre regras, julgamentos e amor


Vocês já pararam para pensar em quanta vida deixamos de viver por seguirmos regras sociais idiotas?! 
O ser humano é um bichinho que julga, sem dó e cada vez mais sem piedade, e, por conta disso, deixamos de viver a vida da maneira que gostaríamos e passamos a viver a vida que as outras pessoas gostariam que tivéssemos. 
Eu sempre achei isso um sacrilégio. Desperdiçar os bons momentos por medo da não aceitação alheia.. Aaa pááára né?! 
Nunca fui muito de seguir regras. Sempre fiz o que achava que era certo para mim. Sempre segui o meu coração e andei agarrada aos meus princípios. Gosto de gente que vive a vida. Que corre atrás dos sonhos. Que trabalha. Que batalha. Que aproveita a chuva. Que bebe até o bar fechar. Que dança em cima da mesa. Que se fantasia no carnaval. Que faz o que é certo. Que se preocupa com o outro. Que não está nem aí para os olhares de reprovação e segue o próprio coração. 
Por favor, alguém me diz quem foi o retardado que mandou não ligar no dia seguinte, por exemplo? Eu ligo mesmo (na verdade hoje mando whatsapp, né Brazééll) e vou ligar sempre que quiser. Afinal, para que eu vou esperar... Vai que a pessoa não tem nada a ver comigo?!  O fato de demorar mais só vai fazer com que eu perca o meu tempo, porque nem para fazer amizade gente chata serve.
Não adianta jogar quando o assunto é o coração. Quando é pra ser, vai ser.. Independente das regras que você deixou ou não de seguir. Eu mesma já vivi várias exceções. Vá-ri-as. E como é bom saber que a pessoa está com você por gostar da sua personalidade, da sua companhia e não pela cena montada e seguida fielmente para conquista- la. 
Existe sim amor no carnaval, sexo no primeiro encontro que deu em casamento, ligação no dia seguinte que virou namoro. Existe vida para quem quer viver... Para quem não tem medo de se expor....E ela acontece de repente. Como nesse vídeo do primeiro beijo. No primeiro momento as pessoas se olham meio que sem saber o que fazer, envergonhadas.. Em seguida, não existe mais atuação, não existe mais timidez... Por alguns segundos (ou minutos) vemos duas pessoas vivendo o momento sem amarras. Amei, amei, amei esse vídeo. Olha que coisa mais fofa:





Não to falando pra vocês surtarem e saírem tocando o terror Hein! Pelo amor de Deus! Temos princípios e caráter e é sempre bom respeitar essas coisas. Temos que nos respeitar, nos amar. Assim poderemos amar os outros com muito mais força.

No fim de tudo eu acho que, na verdade, temos que ficar atentos a uma regra: Siga o seu coração! E se joga! 

Um comentário:

  1. Adorei! Por uma vida mais leve, que nos faça feliz e menos preocupados se outras pessoas vão aprovar ou não.

    ResponderExcluir

Postagens populares